Capa do Vídeo

Conheça a história
de quem comemora
o dia do
renascimentoAssista ao vídeo

X

certidão de
renascimento


Todo mundo comemora o dia do nascimento. Mas graças a doação de órgãos, algumas pessoas comemoram o dia do renascimento.

Se você é um transplantado, crie a sua certidão de renascimento e passe a comemorar este dia todos os anos. Afinal de contas, a vida precisa ser celebrada sempre.

Quadro com o exemplo de uma certidão de renascimento
Quadro com o exemplo de uma certidão de renascimento
Ícone

imprima a sua

Informe seus dados e imprima a sua certidão de renascimento.

clique aqui

como ser um
doador de órgãos


Para ser doador de órgãos, você não precisa deixar nada por escrito.

É só comunicar esse desejo à sua família.

Envie por e-mail

Envie um e-mail para os seus familiares amigos e comunique a sua vontade de ser doador.

Cancelar

Avise pelo Facebook

Você também pode informar seu desejo de ser doador no Facebook para todos os seus contatos.

  • Passo 3

    Selecione a opção “Saúde e bem-estar” e “Doador de órgãos”.

  • Passo 2

    Logo em seguida, clique em “Acontecimentos” e “Adicionar um acontecimento”;

  • Passo 1

    Na sua página de perfil, clique em “Atualizar informações”;

  • Passo 1

    Na sua página de perfil, clique em “Atualizar informações”;

  • Passo 2

    Logo em seguida, clique em “Acontecimentos” e “Adicionar um acontecimento”;

  • Passo 3

    Selecione a opção “Saúde e bem-estar” e “Doador de órgãos”.

Pronto! Assim você já deixa registrado no seu perfil o seu desejo de ser doador.
VOLTAR

doação de
órgãos em números


Muitos pacientes aguardam anos nas filas de transplantes para conseguirem realizar sua cirurgia, correndo grave risco de vida. Isso pode mudar com a sua decisão em se declarar doador de órgãos.

Veja o que acontece quando mais pessoas se declaram doadoras de órgãos.

Negativas familiar - + Negativas familiar Negativas familiar
Negativas familiar menos mais Negativas familiar Negativas familiar

perguntas e respostas
sobre a doação de órgãos


Muitas pessoas têm dúvidas sobre a doação de orgãos. Esclareça as principais delas aqui.

Como posso ser doador?
+

No Brasil, para ser doador de órgãos e tecidos, não é necessário deixar nada por escrito. Basta avisar sua família, dizendo: “Quero ser doador de órgãos”. A doação de órgãos e tecidos só acontece após a autorização familiar documentada. Quando a pessoa não avisa, a família fica em dúvida.

Doador vivo:
+

É qualquer pessoa saudável que concorde com a doação de rim ou medula óssea e, ocasionalmente, com o transplante de parte do fígado ou do pulmão, para um de seus familiares. Para doadores não parentes, há necessidade de autorização judicial.

Doador falecido:
+

É um paciente internado em unidade de terapia intensiva (UTI) com morte encefálica, em geral depois de traumatismo craniano (TCE) ou derrame cerebral (AVC). A retirada dos órgãos e tecidos é realizada no centro cirúrgico do hospital e segue toda a rotina das grandes cirurgias. A retirada de córnea pode ser realizada até seis horas após a parada cardíaca.

Quais órgãos podem ser doados por um doador falecido?
+

Rins, coração, pulmões, fígado, pâncreas e também tecidos, como córneas, pele e ossos, sempre após a autorização dos familiares.

Como posso ter certeza do diagnóstico de morte encefálica?
+

O diagnóstico de morte encefálica faz parte da legislação nacional e do Conselho Federal de Medicina. Dois médicos, de diferentes áreas, examinam o paciente e fazem o diagnóstico clínico de morte encefálica. Um exemplo gráfico, como ultrassom com doppler ou arteriografia e eletroencefalograma (EEG), é realizado para comprovar que o encéfalo não funciona mais.

Para quem vão os órgãos e tecidos?
+

Os órgãos são transplantados para os primeiros pacientes compatíveis, que estão aguardando em lista única da central de transplantes da secretaria de saúde de cada Estado. Esse processo é justo e controlado pelo Sistema Nacional de Transplantes e supervisionado pelo Ministério Público.

Após a doação de órgãos, como fica o corpo?
+

A retirada dos órgãos e tecidos segue todas as normas da cirurgia moderna. Todo doador pode ser velado normalmente em caixão aberto sem apresentar deformidades.


sobre a
campanha


ABTO COMEMORA ANIVERSÁRIO DE “RENASCIMENTO” DE PESSOAS TRANSPLANTADAS

No mês do Doador de Órgão, associação lança campanha que tem como objetivo conscientizar a sociedade em relação à importância da causa

Prioridade nacional no sistema de saúde, a política de transplantes de órgãos brasileira é referência mundial. Tanto que, nos últimos seis anos, o número de doadores cresceu 90%, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Ainda assim, mais de 30 mil brasileiros continuam na fila por um transplante de órgão. Para chamar a atenção da sociedade para a causa, a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) lança uma comovente campanha que comemora os aniversários da nova vida de pacientes transplantados – exatamente no mês do Doador de Órgão.

O “Projeto Renascimento” mostra que os doadores não oferecem apenas um órgão, mas um recomeço. O Dr. Lucio Pacheco, presidente da ABTO, relembra uma frase dita pelo Papa João Paulo II: "A doação de órgãos é o maior gesto de amor ao próximo que se pode fazer". Idealizada pela agência Publicis com apoio da Sanofi, a campanha promoveu três festas surpresas para três pessoas que sobreviveram por causa de transplantes de rim: a jovem Ariel, de 17 anos, a menina Kauany, de 9, e Moacir, de 72. O registro dessas comemorações pode ser visto no site www.diadorenascimento.com.br, no qual são esclarecidas dúvidas em relação à doação de órgãos e ainda é possível imprimir um certificado de “renascimento”.

O vídeo mostra Ariel, Kauany e Moacir comemorando os aniversários de nova vida com os amigos, as famílias e os parentes dos doadores e ganhando uma certidão de Renascimento. O webfilm dará origem a um documentário. “Todos comemoram o dia do nascimento. Mas graças à doação de órgãos, alguns comemoram o dia no Renascimento”, é o conceito por trás da ação.

Para ser doador no Brasil, basta que a pessoa avise a sua família. Apesar de a intenção de doar ser alta no país, dados recentes mostram que a taxa de não autorização familiar para a doação de órgãos ainda é alta (cerca de 46%).

Imagem 1 Imagem 1 Imagem 2 Imagem 3 Imagem 4 Imagem 5
Logo ABTO
Avenida Paulista, 2001 – 17º andar, Conj. 1704/1707
– Cerqueira César - São Paulo - SP
CEP: 01311-300
Tel.: (11) 3262-3353 - (11) 3263-0313
Fax: Ramal 5 -
E-mail: abto@abto.org.br

Informações sobre doação de órgãos e tecidos

Central Nacional de Transplantes: 0800 6646 445

Disque Saúde: 0800 61 1997

Apoio: Logo Sanofi

© Copyright 2005-2014 abto Ltda, todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.

X

imprima a sua

Informe seus dados e imprima a sua certidão de renascimento.

DADOS PESSOAIS:

*Preenchimento obrigatório
X

publique a sua

Conecte seu facebook e compartilhe na sua timeline.

CONECTE O SEU FACEBOOK:

DADOS PESSOAIS:

*Preenchimento obrigatório
X

minha certidão

eu renasci graças à doação de órgãos e esta é a minha certidão de renascimento.

Você também renasceu?

faça a sua